Curriculum


 

Meu nome é Victor Martins Sant’Anna, e nasci em Porto Alegre (RS), 1962.

Como profissão, fui professor de Informática desde 1987 e dei aulas de computação nos cursos de Administração e Ciências Contábeis da FAPA aqui em Porto Alegre até o final de 2013. Possuo o título de Bacharelado em Informática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1987) e mestrado em Ciência da Computação também pela PUC-RS (2000) na área de Inteligência Artificial. Tenho experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Programação de Jogos Educativos. Fui autor de programas educativos (mais de 60 títulos) entre 1990 e 1997. Parei de programar profissionalmente há muito tempo, mas continuo coordenando projetos e uma equipe de desenvolvedores em http://www.naotemnome.com/

Em 1986 me associei a alguns amigos e criamos uma produtora de vídeo (Spectrum Vídeo Digital de Porto Alegre – http://www.spectrumvideodigital.com/) e ajudei a redigir o roteiro de vários vídeos premiados entre 1989 e 1993. Até hoje ajudo, de forma eventual, a supervisionar os textos criados nos vídeos artísticos, mas geralmente minha participação é mínima e consiste em reescrever os diálogos para torná-los mais “naturais”. Mas isso tudo é o que eu faço “na vida real”… E o teatro?

Sobre teatro, sou apenas um escritor amador, não ganho absolutamente nada com o que escrevo e nunca fiz teatro profissional: sou apenas um amante do teatro.

Eu comecei a fazer teatro amador em 1987 quando ainda estava no curso de Computação, nunca cheguei a encenar nada, participei de alguns grupos, fiz algumas oficinas, fiz isso até final de 1990. Nessa época escrevi alguns textos, mas ninguém que tenha lido (amigos) mostrou qualquer interesse. Eu continuei a escrever alguns textos de vez em quando apenas por prazer sem nem mostrar para ninguém. Lá por 2002 resolvi voltar a escrever alguma coisa e colocar na Internet textos antigos, que já estavam nas gavetas há muito tempo e que, por não ter mais contato com pessoas de teatro ficariam mofando lá até serem esquecidos.

Aos poucos fui colocando outros textos na minha página…  Fui adicionando outros textos que estavam perdidos em minhas gavetas…

Por volta do ano de 2003 meus textos começaram, aos poucos, a ser encontrados e encenados por grupos amadores de todo Brasil. Isso fez com que eu me dedicasse a escrever um pouco mais e, sempre que tivesse tempo, terminava um novo texto, geralmente algum esquete. Como gosto de escrever, os primeiros contatos eventuais depois que pus meus textos na Internet, uma vez a cada três ou quatro meses, mais ou menos, me inspiraram e me incentivaram a escrever novos textos…

A partir de 2004 fiquei mais ousado e comecei a pedir sugestões de peças, que eu as escreveria se me pedissem… Algumas pessoas começaram a pedir peças ou esquetes…

Pelo final de 2005 eu comecei e engrenar novamente em minha vida como professor de Informática, conseqüentemente, meu tempo diminuiu. Concomitantemente, para meu espanto, meus textos começaram a ser cada vez mais solicitados, principalmente depois que comecei a publicar os esquetes que fazia para as pessoas que haviam me pedido… Só para dar uma idéia: em 2006 e 2007 eu recebia um ou dois e-mails por semana por causa de minha página de teatro, alguns comentando que pretendem encenar algum de meus textos ou esquetes, outros pedindo para criar novos textos… Mais de 100 grupos ou atores usaram meus textos naquela época… Entretanto, ficou inviável continuar escrevendo, só havia me sobrado tempo no final durante as férias escolares, então meu ritmo de criação diminuiu… Mas, enfim, meus textos ganharam um espaço próprio e vivem quase que independentes de mim!

A partir de 2010, alguns de meus textos foram utilizadas em montagens que ganharam prêmios e também começo a ser descoberto e a ser utilizados fora do Brasil: Europa, África, America do Sul.

Atualmente, tenho me dedicado somente a desenvolvimento de aplicativos para smartphones, portanto sobra pouco tempo para novos textos…

 

Leave a comment